Begin typing your search above and press return to search. Press Esc to cancel.

— Ensino e formação profissionais – EFP – Projeto Sociability



Graças ao Erasmus+, as organizações de ensino e formação profissionais (EFP) interessadas podem enviar alunos e membros do seu pessoal para o estrangeiro para, respetivamente, receber formação e dar ou receber formação.

 

Como se candidatar?

O processo de candidatura é gerido pela agência nacional do país onde está estabelecida a organização ou consórcio candidato.

Como funciona?

As organizações que pretendam beneficiar destas oportunidades podem apresentar uma candidatura a título individual ou enquanto parte de um consórcio nacional de mobilidade, ou seja, de um grupo de organizações geridas por uma única organização coordenadora.

Essas organizações pertencem a uma de quatro categorias principais:

  • Organizações candidatas – responsáveis pela apresentação da candidatura e pela gestão do projeto, podendo, simultaneamente, desempenhar o papel de organização de envio
  • Organizações de envio – responsáveis pela seleção de alunos/membros do pessoal do ensino e formação profissionais a enviar para o estrangeiro e pela gestão do pagamento das subvenções
  • Organizações de acolhimento – responsáveis por receber alunos/membros do pessoal do ensino e formação profissionais do estrangeiro e por lhes oferecer um programa de estudos/estágio
  • Organizações intermediárias – enquanto parceiras num consórcio de mobilidade, as organizações intermediárias podem apoiar e facilitar o trabalho do consórcio.

As organizações participantes podem ser organismos públicos ou privados estabelecidos num país do programa e apresentar uma candidatura a título individual ou enquanto parte de um «consórcio nacional de mobilidade.

As organizações que se candidatam enquanto consórcio devem todas ser do mesmo país do programa e indicadas na fase de candidatura. Os consórcios devem ser constituídos, pelo menos, por três organizações.

Projeto Sociability

O projecto SociABILITY visa responder às necessidades identificadas pelos membros do consórcio para promover o mercado de trabalho económico e social no território do Lázio, para introduzir os estudantes no mercado de trabalho, orientá-los no seu caminho após a sua formação e apoiar-los na procura de emprego.
Nessa perspectiva, a realização de estágios no estrangeiro garante a aquisição de habilidades técnicas e profissionais, além de habilidades pessoais e linguísticas, que podem dar aos jovens competitividade profissional.

Os objetivos específicos do projeto são:
– Desenvolver novas competências técnicas e profissionais no domínio da animação sociocultural, serviços sociais e educação.
– Proporcionar oportunidade de formação para complementar a formação dos participantes através de uma experiência “no mercado de trabalho”

– Facilitar a comparação entre a realidade local e a de outros países no campo dos serviços sociais, atividades sociais e culturais e educação
– Proporcionar a oportunidade de experimentar metodologias e ferramentas para a animação sociocultural usada noutros países europeus.
– Criar profissionais competitivos para serem incluídos no mercado de trabalho local após o seu regresso

– Desenvolver as competências linguísticas e interculturais dos participantes
– Desenvolver competências técnicas particularmente importantes no domínio referido pela presente proposta.
– Promover o desenvolvimento de competências de auto-empreendedorismo

O projeto terá duração de 2 anos e prevê 4 macro fluxos de mobilidade no estrangeiro, 2 fluxos em 2018, 2 fluxos em 2019. A mobilidade no estrangeiro terá a duração de 30 dias. Antes de cada fluxo, um curso de formação antes da partida será realizado. Os países de destino serão: Portugal, Espanha, França, Roménia, Polónia e Reino Unido.

No final do projeto, um evento de divulgação pública será organizado em Roma para partilhar os resultados e as boas práticas do SociABILITY.