Begin typing your search above and press return to search. Press Esc to cancel.

Clube Cidadania


EDUCAÇÃO GLOBAL – um contributo da Economia Social no espaço escolar

Conceito do Clube:

AMC faz parte da Comissão Social da Freguesia da Misericórdia, uma rede de parceiros locais que tem identificado uma lacuna no âmbito do desenvolvimento de competências pessoais e sociais em jovens. Acreditamos que podemos ter um papel importante a desempenhar nesta área pela experiência em temáticas como a juventude, cidadania e diálogo intercultural. É neste sentido que surge o projeto do Clube Cidadania que propomos criar na Escola Básica e Secundária Passos Manuel, orientado pela ideia de que o indivíduo e a comunidade são a primeira linha de ação na criação de uma sociedade mais participativa, solidária e humana.

Este é um projeto no âmbito do RAAML 2017-18 (Regulamento de Atribuição de Apoios pelo Município de Lisboa), financiando pela Câmara Municipal de Lisboa, e  será um complemento à oferta escolar que se constituirá como espaço de reflexão para que os jovens aprendam a dialogar, interpretar e comunicar os seus Direitos e Deveres na construção de uma sociedade mais inclusiva. Será um instrumento de capacitação dos jovens para a Cidadania Democrática.

Objetivos:

– Trabalhar com os jovens para uma Cultura de Direitos Humanos e promoção do Movimento Contra o Discurso de Ódio, nomeadamente num âmbito de Diálogo Intercultural, com o objetivo de capacitar estes jovens para virem a ser multiplicadores destes valores na comunidade;

– Realizar eventos com o intuito de criar laços entre os jovens, mas também com a comunidade, promovendo o seu empoderamento através das metodologias da Educação Não Formal;

– Promover uma dimensão intercultural das aprendizagens através da partilha entre os jovens e os voluntários europeus acolhidos pela AMC e dinamizadores também deste espaço de aprendizagem;

– Aproximar o contexto escolar dos contextos associativo e comunitário.

Metodologia:

As metodologias de trabalho serão desenvolvidas segundo os princípios da Educação Não Formal (educação entre pares, transparente, criativa, participada e ativa, focada no indivíduo), aprendizagem intercultural, abordagens experienciais e participativas, role-play, simulações, dinâmicas de grupo e teambuilding, com o objetivo de desenvolver nos jovens espaço para a partilha, reflexão e exploração de novas perspectivas na construção do seu processo de aprendizagem.